Oklahoma City Thunder

O Oklahoma City Thunder é um time norte-americano de basquete profissional com sede em Oklahoma City.[1] O Thunder compete na National Basketball Association (NBA) como membro da Divisão Noroeste da Conferência Oeste da liga. A equipe joga seus jogos em casa no Paycom Center.[2] O Thunder é o único time das principais ligas esportivas profissionais norte-americanas sediadas no estado de Oklahoma.[3] Oklahoma City já sediou o New Orleans Hornets por duas temporadas após a devastação causada pelo furacão Katrina em Nova Orleans. A equipe foi originalmente estabelecida como Seattle SuperSonics, uma equipe de expansão que se juntou à NBA na temporada de 1967-68. Os SuperSonics se mudaram de Seattle para Oklahoma City em 2008, depois que um acordo foi alcançado entre o grupo de proprietários liderado por Clay Bennett e os legisladores de Seattle após uma ação judicial. Em Seattle, os SuperSonics foram a três finais da NBA e venceram o título em 1979. Em Oklahoma City, o Thunder se classificou para sua primeira vaga nos playoffs durante a temporada de 2009-10. Eles ganharam seu primeiro título de divisão como Thunder na temporada de 2010-11 e seu primeiro título da conferência na temporada de 2011-12. A equipe ainda não ganhou um título desde que se mudou para Oklahoma City. A encarnação anterior do Thunder, o Seattle SuperSonics foi fundado em 1967. Em suas 41 temporadas em Seattle, os SuperSonics compilaram um recorde de 1745-1585 na temporada regular e de 107-110 nos playoffs. Os títulos da franquia incluem três títulos da Conferência Oeste e um título da NBA em 1979. Em 2006, o ex-CEO da Starbucks, Howard Schultz, vendeu os SuperSonics e o Seattle Storm da Women's National Basketball Association (WNBA) por US$ 350 milhões para o Professional Basketball Club LLC, um grupo de investidores de Oklahoma City liderados por Clay Bennett.[4] A venda foi aprovada pelos proprietários da NBA em outubro seguinte.[5][6] Em 2007, Bennett anunciou que a franquia se mudaria para Oklahoma City assim que o contrato com a KeyArena expirasse.[7] Em junho de 2008, uma ação movida pela cidade de Seattle contra Bennett devido a suas tentativas de quebrar os dois últimos anos do aluguel dos Sonics na KeyArena foi para o tribunal federal. Quase um mês depois, os dois lados chegaram a um acordo. Os termos concederam à cidade US$ 45 milhões para sair do arrendamento restante na KeyArena e teriam fornecido um pagamento adicional de US$ 30 milhões a Seattle em 2013 se certas condições tivessem sido atendidas. Os proprietários concordaram em deixar o nome, logotipo e cores dos SuperSonics em Seattle para uma possível futura franquia da NBA;[8] no entanto, os itens continuariam sendo propriedade da equipe de Oklahoma City, juntamente com outros "ativos", incluindo banners e troféus do campeonato. Em 3 de setembro de 2008, o nome da equipe, o logotipo e as cores da franquia de Oklahoma City foram revelados ao público. O nome "Thunder" foi escolhido em referência à localização de Oklahoma em Tornado Alley e Oklahoma City como a casa da 45ª Divisão de Infantaria do Exército dos EUA, os Thunderbirds.[9][10] O draft final da NBA dos SuperSonics foi em 2008 e eles usaram a quarta escolha geral para selecionar Russell Westbrook, um jovem armador da UCLA. Fonte do texto e imagem: wikipedia.org

Elenco:

Contato







Lendas: